Adivinhe quem eu sou?

MIMICA

Acordo depois de cerca de oito horas de sono, com pouca lubrificação, num ambiente hostil, cheio de contaminação por diversos tipos de micróbios; cheia de rastros e restos da noite passada; ansiosa pela vontade de sair daquela situação.

Hora do café ultra quente; pão com manteiga seguidos daquela fumaça matinal, aspirada de modo frenético e ansioso. Ufa, mais um dia chegou, hoje é segunda, tem aquela reunião importante, trabalharei de modo intenso e sem intervalos. Uma pena, não pude nem me preparar para o público que me verá em ação.

Quantos questionamentos a responder; planilhas a descrever e detalhes a relatar. Vejo claramente que estão de olhos voltados para mim e o tapete da minha casa está tão sujo, e com um mal cheiro…

Nossa que fome, vou almoçar… Preciso de um belo banho. Meu dono sempre se esquece… Gostaria tanto de um banho.

Sou muito importante no dia-a-dia, sem mim você não sobrevive, pois me comunico, emito emoções, sons; através de mim você se alimenta e entra em contato com o mundo…

E aí? Ainda acha que não sou importante?

DADOS CROSP.jpg

 

ESCOVA DE DENTES, FERRAMENTA MILENAR

QUIZ: Você sabe qual a origem da escova de dentes? Se você respondeu:

Da Colgate;
Da prateleira do mercado ou da gôndola da farmácia, sinto..

Lendo recentemente um texto do Historiador Rainer Sousa, descobri que
as escovas são muito mais antigas do que possamos imaginar.

Foto: Tyler Olson / Shutterstock  | Recente descoberta em uma tumba egípcia de 5mil anos, arqueólogos encontraram um objeto que acredita-se ser a mais antiga escova de dentes já registrada. (foto)
Foto: Tyler Olson / Shutterstock | Recente descoberta em uma tumba egípcia de 5mil anos, arqueólogos encontraram um objeto que acredita-se ser a mais antiga escova de dentes já registrada. (foto)

O fato é; saúde bucal é uma necessidade tão antiga que os assírios, já tentavam resolver o problema usando o dedo para limpar os dentes. Por volta do século IV a.C., o médico grego Diócles de Caristo receitava aos seus pacientes explorarem os poderes aromáticos que as folhas de hortelã produziam quando esfregadas nos dentes e nas gengivas. No islamismo liderado pelo profeta Maomé (570-633), uma haste de madeira aromática era esfregada, várias vezes ao dia, limpando e clareando os dentes. Entre os romanos, constatou-se o uso de uma mirabolante mistura com areia, ervas, cinzas de ossos e dentes de animais. Patrícios romanos possuíam escravos incumbidos de realizar esta única tarefa. Mas foi dos chineses, por volta de 1490, o modelo mais rústico do que conhecemos como a atual escova.

A escova em sua versão moderna foi concebida por um britânico no século XVIII. Enquanto preso, William Addis, juntou um pedaço de osso animal de uma de suas refeições com cerdas conseguidas com um carcereiro. Pequenos furos no osso com amarra das cerdas em feixes e voilá, nasce o que conhecemos hoje como escova dental.

A escovação é uma ação preventiva de importância ímpar que praticamente acompanha a história.

Se você encontra dificuldade em encarar esse artefato milenar facilmente encontrado em supermercados, farmácias e lojas de produtos de beleza; optar por bochechos de urina como era natural na Europa da idade média ou, para os mais sofisticados, pano de linho, como fazia Alexandre o Grande, pode ser uma solução alternativa com baixa ou nenhuma resposta.

Independente do método escolhido, a prevenção ainda é o mais seguro investimento contra doenças bucais e mau hálito. O movimento mecânico da escovação por si só, é suficiente ingrediente para constituir uma boca saudável. O movimento mecânico acrescido da escova correta não é só uma sábia escolha milenar, mas também certeza de um sorriso bonito e saudável.

 

 

Creme dental, qual seu tipo?

mulher-com-duvida

No que serve o creme dental que você usa hoje?

Considerando que existem um sem-número de marcas e gêneros, classificados como gel ou pasta, que variam em sua composição e consistência, além de tamanhos, promessas e valores, a dificuldade é saber qual desses produtos atende melhor sua necessidade.

Para saber qual creme dental é o ideal para você e sua família, leve em consideração alguns fatores e garanta de vez uma limpeza eficiente e direcionada.

Esses produtos variam de acordo com a necessidade de consumo. Então, a dica é:

Atenção na composição dos cremes que, em um primeiro momento, é muito parecida, mas que se revela essencial na hora de cumprir o papel desejado.

Você descobre isso de uma maneira rápida e prática, olhando com mais critério as embalagens, que geralmente exibem como destaque o principal papel do creme.

Próximo passo, fique atento às letrinhas miúdas que falam sobre o indicador chamado Relative dentin abrasivity RDA. Esse indicador mede, o grau de abrasão de cada creme dental, que varia entre 50 e 250. Quanto maior o RDA, mais abrasivo e nocivo à superfície dos dentes. Isso significa que maior é o desgaste do dente e maiores são as chances de desenvolver problemas de sensibilidade.

Dito tudo isso, agora é fácil compreender….

A) O creme dental que promete clarear os dentes,

possui geralmente uma cor forte e escura, certo? E ao senti-lo temos a impressão de conter areia, não é isso? Simples de se concluir que é um creme que possui alto RDA (para limpar manchas visíveis e de fácil remoção) e a cor do creme dará um efeito visual imediato de dentes mais claros.

B) Cremes para sensibilidade

O nitrato de potássio é o componente extra colocado em cremes com baixo índice de RDA.  Esse composto químico atua na superfície dentária e age atenuando as dores por sensibilidade ou gengivas retraídas.

C) Problemas de gengiva,

como sangramento, inchaço, acúmulo de placa, são resolvidos com uma adequada técnica de escovação e uso diário de fio dental. Cremes indicados para gengivite, periodontite são altamente abrasivos e coadjuvantes no controle dessa doença crônica. Não há creme milagroso que fará isso por você. Nesses casos, o que resolverá é um acompanhamento periódico com profissional adequado e principalmente o seu cuidado diário.

D) Dia-a-dia

Para a manutenção diária da saúde bucal, não é preciso recorrer a tratamentos agressivos. Cremes dentais com média ou baixa abrasividade, são suficientes para cumprir essa função.

E) Economicamente

É importante a visita regular do seu dentista para que você conheça melhor sobre sua saúde bucal. Na consulta são avaliados a situação dos seus dentes, língua e gengivas. Contar com a orientação de um profissional para a gestão da sua saúde bucal contribuirá mais assertivamente na hora de escolher escova e creme dental. Cheque também se o modo como usa a escova e fio são os mais apropriados para seus hábitos alimentares, rotina e necessidades.

A orientação e a escolha do creme dental mais efetivo para a saúde é importante, mas sem uma técnica adequada, a eficácia do produto é muito pequena.

Sorria sempre feliz!

 

HAAAA lito

mau-halito

O mau hálito, ou halitose consiste naquele embaraço de estar com alguém e não saber como reagir… Será que conto? Ofereço uma bala? Tento um papo de dentista? Enfim, desagradável para quem sente e pior ainda para quem o possui.

Ter mau hálito significa diminuir as chances de relacionamento, interfere nos contatos profissionais, afeta as relações familiares e pode até fazer com que você perca a chance de se recolocar no mercado de trabalho.

Quais são as reais causas do mau hálito? Temos causas locais e sistêmicas, ou seja, podemos ter aquela halitose oriunda de algum órgão do corpo, 10% dos casos, e a halitose proveniente da boca (90%).

Doenças dentais, gengivais, próteses sem manutenção ou desadaptadas podem levar a casos de mau hálito assim como a higiene deficiente, mas o grande vilão é a língua.

A língua é um tapete cheio de restos alimentares, celulares e de bactérias. Essa mistura gera uma bomba de mau cheiro. A diminuição da saliva gerada por medicamentos, estresse constante, ou menor produção natural salivar podem agravar o quadro, pois a saliva atua diretamente no balanço do pH e na ação de proteção da boca.

Saiba que higienizar a língua com a ferramenta adequada, fará com que a massa esbranquiçada, maior causadora de halitose desapareça, assim como o medo de estar com essa doença.

A boa saúde adverte: visitar o dentista a cada 6 meses só lhe trará benefícios 😉

Quebrou o dente…

dente gretado.jpg 1

Mas quebrou ou gretou?

FRATURA-DENTAL

O dente fraturado/quebrado, visualmente podemos notar que algo aconteceu com o dente: por uma lasca que quebrou, um pedaço do dente que caiu ou por sentir que falta uma parte do dente. Em alguns casos desse tipo de fratura, o nervo é atingido e será necessário realizar tratamento de canal para salvar a estrutura da raiz do dente.

size2

Eventualmente o dente pode partir-se ao meio, ao ponto de necessitar ser extraído, estamos diante de um caso de dente gretado. A dor é intensa, não cessa com analgésico ou anti-inflamatório, mastigar torna-se impossível. O mais difícil nesses casos é descobrir o que há no dente, pois ao realizar a inspeção visual o dente não apresenta características de problema aparente, contudo ao toque ou movimento, a dor é lancinante.

Impactos acidentais sobre a superfície dos dentes por mastigar algo duro por exemplo; traumas; cáries extensas; bruxismo e apertamento sem proteção são fatores que podem predispor ao problema.

O que parecia uma dor inocente pode transformar se num transtorno, evitar essa situação é simples, basta estar com sua consulta em dia.

 

 

Laser no tratamento do câncer de boca

cancer-1

As lesões de boca diagnosticadas como câncer, detectadas em estágio inicial, têm cura e podem ser tratadas sem a necessidade de radioterapia e/ou quimioterapia. No caso de um cenário que inclua esse tipo de tratamento complementar, saiba como lidar com as alterações que podem acometer os tecidos bucais.

Quando tratar-se de tumores de cabeça e pescoço, a realização do que chamamos “preparo de boca” deve acontecer antes de qualquer intervenção oncológica médica. O objetivo é eliminar focos de infecção (cáries, raízes dentais, tratamentos de canal, gengival) e, posteriormente, liberar o paciente para dar continuidade ao tratamento médico.

Durante a terapia com as drogas e radiação, a boca sofrerá alterações que exigirão orientações e acompanhamento de um cirurgião dentista e outros membros da equipe multidisciplinar quanto à alimentação, fala, deglutição e controle da dor.

O laser, equipamento outrora conhecido para fins estéticos, mostra-se muito eficaz na diminuição da dor por possuir um efeito anti-inflamatório que ajuda na recuperação dos tecidos atingidos, resultado do tratamento. Deve ser aplicado após as sessões de quimioterapia e/ou radioterapia para prevenir o aparecimento de mucosites que são debilitantes e podem até interferir no tratamento médico. Sua aplicação é indolor, rápida e eficaz. Em estudos, o uso do laser aponta a prevenção do aparecimento de novas lesões ulceradas nas mucosas e uma maior rapidez na recuperação de lesões previas.

Tratamentos com laser para o câncer oral, não estão limitados aos hospitais. Podem ser realizados por cirurgiões dentistas habilitados em seu consultório.

Oriente-se com seu cirurgião dentista caso necessite realizar alguma dessas modalidades de tratamento.

Férias da escova?

verao

As festas de fim de ano passaram, o verão chegou, talvez uns quilinhos a mais do ano velho persistam… por outro lado as férias chegaram.

Para quem tem filhos pode ser um caos. A rotina antes tão automática some, os horários ficam alterados e manter a escovação pode ser mais difícil.

Como manter uma rotina de escovação efetiva nas férias?

Oriente aqueles que forem ficar com as crianças a terem uma rotina de higiene oral sempre após as grandes refeições do dia. Monitore a última escovação, isso cria nas crianças hábitos que serão seguidos vida a dentro.

No caso de uma colônia de férias, certifique-se que no local há monitores que os orientem e reforcem a importância da higiene oral após as refeições.

Para os que forem para a casa da Vovó, peçam aos avós que lembrem de pedir aos pequenos para escovarem os dentes após as guloseimas, aquelas que só a nossas avós sabem fazer.

E para os pequenos não tão pequenos assim, sugiro que os pais façam uma lista de rotina, um planejamento do dia; além de deixar os pais mais seguros sabendo o que as crianças farão naquele dia, os pré-adolescentes saberão locais e tarefas/atividades que deverão ou poderão fazer naquele dia.

Aproveite o descanso da criançada para o check up no dentista. Reforce bons hábitos.