Dente do Siso, extrair ou não extrair?

 

Young dentist is holding tooth - dentist office

Nem todas as pessoas, ao tornarem-se adultas, têm o dente do siso devido a componentes genéticos que coordenam a presença ou não desse dente (nasce por volta dos 18 anos, também é conhecido por dente do juízo).

Sua presença é atualmente questionável porque a alimentação do homem moderno, possui uma consistência menor que a dos homens da antiguidade. Porém, não é o tipo de alimentação que a pessoa tem, que orienta o dentista a extrair esse dente, mas sim uma análise clínica e também radiográfica.

Na análise leva-se em consideração:

  1. Posicionamento adequado: alinhamento entre os dentes superiores e inferiores;
  2. Se o dente conseguiu erupcionar totalmente (nascer) e não há gengiva sobre ele;
  3. A possibilidade de higienização sem grandes dificuldades para o uso adequado do fio e escova dental;
  4. Não causar nenhum tipo de incômodo, como inchaço, dor ou inflamação na gengiva;
  5. Não causar traumas na bochecha ou língua.

Atendendo todos esses critérios, são poucas as chances de extração. A extração não é uma regra: se há espaço dentro da boca e se o dente está numa posição adequada que permita usar o fio e escova dental; mantê-lo será benéfico a longo prazo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s