Laser na odontologia

laser

  O uso do laser na odontologia não é novidade. Associado ao uso estético por fins de clareamento, o laser é uma ferramenta que através de fonte de luz, confere propriedades terapêuticas com ação anti-inflamatória, analgésica e bioestimulante.

O uso do laser para fins odontológicos promove:

Alívio da dor – nos nervos da face; em gengivas e mucosas; dores musculares; dores de pré e pós – operatória com origem no canal; entre outras aplicações.

Reparação tecidual – após tratamento de canal, em lesões traumáticas, pela luz, é feita a reparação do tecido vivo. De maneira eficaz, coopera com a recuperação do tecido tornando-a mais rápida e com qualidade superior.

Redução de inchaço e vermelhidão (efeito anti-inflamatório, anti-edematoso e normaliza a circulação local) – Indicado na aplicação do pós operatório de procedimentos no campo da periodontia (inflamações gengivais e dos tecidos de sustentação dos dentes), cirurgia oral menor, etc.

Anestesia – muito eficaz nos casos de pacientes com dificuldade para serem anestesiados, o laser ajuda na absorção do anestésico por promover o aumento da microcirculação. Quando utilizado como pré-anestésico, diminui o desconforto no momento da aplicação da anestesia.

LASERTERAPIA

Hipersensibilidade dentária

   A hipersensibilidade pode ocorrer durante ou após a restauração dental e após o clareamento dental, pela retração da gengiva. A laserterapia é eficaz no tratamento da sensibilidade dentária associada a uma dor aguda, súbita e de curta duração.

Herpes Labial

   Comprimidos ou pomadas mais comumente utilizados para tratar as lesões atuam no DNA do vírus, matando-o. Não fortalece a imunidade da região, ao contrário do laser.

     O laser vai biomodular a região, isto é, vai fazer com que o local fique mais resistente (as células do nosso organismo ficam mais fortes e resistentes ao vírus), fazendo com que a reincidência diminua acentuadamente.

Mucosites

   Comuns em tratamentos de combate ao câncer pelo uso de quimioterápicos para diferentes tipos de tumores e/ou radioterapias de cabeça e pescoço, as mucosites são lesões onde a  laserterapia é um dos paliativos mais efetivos para o alívio da dor. O tratamento laserterápico favorece uma reparação tecidual mais rápida e pode ser utilizado sem riscos pelo paciente.

      A laserterapia pode ser realizada em todos os casos, de modo rápido, indolor e com alto grau de eficácia. Os sintomas de alívio são imediatos em muitos casos.

OUTRAS APLICAÇÕES E INDICAÇÕES DO LASER NA ODONTOLOGIA

Dores na articulação da mandíbula

                Paralisia facial

                Lesão traumática

                Herpes zoster

                Afta

                Alveolite (infecção ou a inflamação do alvéolo pós extração dentária)

                Endodontia (Tratamento de canal)

                Exodontia (Extração dentária)

    Língua geográfica (termo usado para descrever a aparência de mapa geográfico da língua, causada por manchas irregulares em sua superfície, de causa desconhecida)

    Nevralgia do trigêmio (dor de forte intensidade, como um choque que ocorre na face das pessoas. É geralmente de curta duração.)

   Parestesia (Sensações cutâneas que acontece espontaneamente como: frio, aquecimento, formigamento, pressão, etc.)

Um comentário em “Laser na odontologia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s